Igreja São José de Anchieta

Sua história remonta à missa que deu origem à cidade, em 1554, e à igreja concluída pelos jesuítas em 1556 e ampliada no século 17. Em 1759 foi determinada a expulsão dos jesuítas do Brasil e o sequestro de seus bens. A igreja foi demolida em 1896, e em 1953 o local foi devolvido à Companhia de Jesus. Reconstruída em 1979, recebeu o nome em devoção a um dos fundadores de São Paulo: São José de Anchieta.

Curiosidades:

– Em 25 de janeiro de 2002, foi inaugurado, nas dependências da Igreja, um oratório dedicado ao São José de Anchieta. O Pe. José de Anchieta teve papel destacado não somente na fundação do colégio que deu origem à cidade de São Paulo, mas também na evangelização dos indígenas, razão pela qual é considerado o Apóstolo do Brasil.

– No oratório estão duas relíquias significativas do Beato José de Anchieta: parte de um fêmur do jesuíta, e o manto largamente utilizado em suas incessantes jornadas catequéticas. Ainda no oratório, encontra-se uma cópia da certidão de batismo de Anchieta e uma imagem de Nossa Senhora da Candelária, padroeira das Ilhas Canárias, local de nascimento do Beato.

– As letras IHS, encontradas com frequência na igreja, são um monograma do nome de Jesus Cristo, representando (em alfabeto latino) as três primeiras letras do nome Jesus em grego: ΙΗΣΟΥΣ. Remetem à abreviação de Iesus Hominum Salvator – Jesus, salvador dos homens.

– Em 1896, por ocasião da demolição da Igreja de Bom Jesus antes aqui presente, parte do altar-mor, de 1680, foi transferido para a Igreja do Imaculado Coração de Maria, em Santa Cecília.

+ Informações
Siga!

Endereço: Pátio do Colégio, 34

Horário de funcionamento: missas de terça a sexta-feira às 12h;  domingos às 10h00.

Site oficial