Largo São Bento

Este local é um dos vértices do Triângulo Histórico de São Paulo, juntamente com as igrejas de São Francisco e da Ordem Terceira do Carmo. Em meados do século 16, quando a cidade foi fundada, estava instalada aqui a taba do Cacique Tibiriçá – personagem fundamental da história paulistana – um local estratégico que proporcionava visão ampla dos arredores do vilarejo. Em 1598, essas terras foram doadas aos monges beneditinos, que aqui construíram um mosteiro. Em 1650, o bandeirante Fernão Dias Pais fez uma doação para a edificação de uma nova igreja. No começo do século 20, o mosteiro e a antiga igreja foram demolidos e deu-se início à nova construção, em 1910. Com a chegada do Metrô, na década de 1970, o largo ganhou sua configuração atual.

Curiosidades:

– O Largo São Bento, entre outros largos, foi consagrado pela Câmara Municipal como espaço público em 1827, e era utilizado para estacionamento de carros de boi, realização de feiras livres e local de instalação de circos que passavam pela cidade.

– Em 1900, o primeiro bonde elétrico partiu do Largo São Bento em direção à Barra Funda.

– Por quase 20 anos a Estação São Bento foi ponto de encontro e de troca de idéias do movimento Hip Hop. As manifestações, que começaram no início dos anos 1980, reuniam jovens que se expressavam através da dança, da música e do grafite.

+ Informações
Siga!

Localização: Estação São Bento do Metrô.