Praça da Liberdade

Centro da comunidade japonesa de São Paulo, a maior do mundo fora do Japão, esta praça é mostra do cosmopolitismo paulistano. Desde o começo do século 20 uma enorme quantidade de imigrantes japoneses se fixou no bairro da Liberdade, trazendo hábitos culturais que estão presentes nos estabelecimentos típicos, livrarias especializadas, e jornais em japonês vendidos nas bancas. A posterior presença de chineses e coreanos transformou a Liberdade em um verdadeiro bairro oriental. A praça recebe diversos eventos, como a comemoração do Ano Novo Chinês e a tradicional Feira da Liberdade, realizada todos os sábados e domingos. Recebeu o nome atual em 1858, em substituição a “Largo da Forca”, por ter sido local de enforcamentos de criminosos e escravos.

Curiosidades:

– Foi este o palco do lendário episódio da morte do soldado santista Francisco José de Chagas, o Chaguinhas, conhecido também como o “Tiradentes paulista”. Condenado em 1821 à forca após liderar uma rebelião contra o atraso do soldo, conta-se que, por três vezes, a corda do enforcamento arrebentou. A morte só ocorreu quando os executores trocaram a corda por uma de couro. Após esse fato, Chaguinhas tornou-se alvo de devoção popular.

– Após a retirada da forca do largo, os moradores continuaram acendendo velas em memória das almas, aproximadamente no local em que e hoje se encontra a Capela Santa Cruz das Almas dos Enforcados, onde ainda pode-se presenciar essa tradição. Descendo a rua dos Estudantes, entre as ruas Galvão Bueno e da Glória, ainda resiste a Capela dos Aflitos, feita em taipa de pilão. Era nessa área que também ficava o Cemitério dos Enforcados, criado para receber corpos dos condenados, escravos, pobres e indigentes.

– Todos os sábados e domingos acontece, neste local, das 9h às 17h, a tradicional Feira da Liberdade, onde é possível encontrar delícias da culinária japonesa, artesanatos diversos, entre outros produtos. Ocorrem aqui também diversas comemorações ligadas à cultura japonesa, além da grande festa do ano novo Chinês.

+ Informações
Siga!

Localização: Estação Liberdade do Metrô.