Theatro Municipal

Inaugurado em 1911 como a casa de ópera de São Paulo, foi projetado pelos arquitetos Ramos de Azevedo, Cláudio Rossi e Domiziano Rossi, em uma cidade que crescia com a indústria e o café. Palco da Semana de Arte Moderna de 1922, por aqui passaram artistas como Maria Callas, Bidu Sayão, Enrico Caruso e Arturo Toscanini. O Theatro Municipal é administrado pela Fundação Theatro Municipal de São Paulo.

Curiosidades:

– Em 2011, passou por uma grande reforma, em razão das comemorações do centenário: fachadas e a área nobre foram restauradas, vitrais foram recuperados, pinturas decorativas resgatadas e o palco ganhou equipamentos cênicos modernizados.

– Em seu interior, há bustos, bronzes, medalhões, paredes decoradas, cristais, colunas neoclássicas, vitrais, mosaicos e mármores, pinturas em ouro, detalhes em relevo e majestosas escadarias.

– A sala de espetáculos, por onde passaram grandes nomes da arte mundial – como Maria Callas, Isadora Duncan, Nureyev, Baryshnikov, Duke Ellington, Ella Fitzgerald, entre muitos outros – tem capacidade para cerca de 1.600 pessoas.

– Estiveram presentes na abertura do Theatro cerca de 20 mil pessoas. Diz-se que essa movimentação foi a causa do primeiro congestionamento de São Paulo.

– O Theatro Municipal faz parte do roteiro temático Arquitetura pelo Centro Histórico. Para mais informações, acesse www.cidadedesaopaulo.com ou procure a Central de Informação Turística mais próxima.

+ Informações
Siga!

Endereço: Praça Ramos de Azevedo, s/n – República

Bilheteria: segunda a sábado, das 10h às 19h. Para visitação completa do edifício, é necessário agendamento prévio através do site do Theatro Municipal.

Site oficial