Viaduto do Chá

O primeiro viaduto de São Paulo foi inaugurado em 1892 e concebido pelo francês Jules Martin. Com estrutura metálica e assoalho em madeira, permitiu a expansão do centro para além do Vale do Anhangabaú, onde havia plantações de chá que motivaram o nome do viaduto. Em 1938 foi demolido e substituído pela construção atual, de linhas Art Déco, projetada pelo arquiteto Elisiário Bahiana.

Curiosidades:

– O nome “Morro do Chá” foi dado à região do chamado Centro Novo em razão de haver, ali, uma chácara onde eram cultivados chá-da-índia e verduras.

– Logo após sua inauguração, foi apelidado de “Viaduto dos Três Vinténs”, em referência ao valor da tarifa de pedágio que era cobrada para travessia de pedestres. Um abaixo assinado encaminhado à Câmara Municipal forçou a prefeitura a adquirir a construção – que pertencia à Companhia Paulista do Viaduto do Chá – para suspender a cobrança.

– A passagem sobre o viaduto oferece duas belas vistas. De um dos lados, pode-se observar o Vale do Anhangabaú, com o Viaduto Santa Ifigênia e o Edifício Mirante do Vale – o mais alto da cidade – ao fundo, e do outro lado, o Theatro Municipal. Do outro lado, avista-se a Praça da Bandeira, emoldurada à esquerda pelo Edifício Matarazzo e à direita pelo Edifício Alexandre Mackenzie.

+ Informações
Siga!

Localização: Liga a Praça do Patriarca à Praça Ramos de Azevedo.